Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

IGP/RS participa de operação de combate à pedofilia no Rio Grande do Sul

Operação Luz na Infância ocorreu em 18 estados e no DF

Publicação:

Peritos criminais
Peritos Criminais na Operação Luz na Infância
Por AFM
Peritos criminais
Peritos Criminais na Operação Luz na Infância

Na manhã desta quinta-feira (22) ocorreu a terceira fase da operação Luz na Infância deflagrada pelo Ministério da Segurança Pública. No Rio Grande do Sul, sete peritos criminais e dois motoristas do Instituto Geral de Perícias acompanharam as equipes da Polícia Civil que cumpriu 4 mandados de busca e apreensão.

Segundo nota divulgada pelo Ministério da Segurança, "a operação dá continuidade aos trabalhos de identificação de crimes relacionados ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados no meio cibernético”.

Sacos de cadeia de custódia
Material apreendido em sacos de cadeia de custódia

Os peritos criminais do IGP/RS acompanham as equipes policiais e tem a função de fazer varreduras nos equipamentos à procura de material armazenado e vestígios de compartilhamento e produção de pornografia infantil com o intuito de produzir elementos que justifiquem a prisão em flagrante. Após estas análises preliminares, todos equipamentos são apreendidos pelos policiais civis que poderão encaminhar este material para análises posteriores também produzidas pelo IGP/RS.

Entre os crimes identificados na operação estão o armazenamento, o compartilhamento e a produção de pornografia infantil. As penas variam de 1 a 8 anos de prisão.

Até o momento, a operação de hoje resultou em duas prisões.

As duas primeiras fases da Operação Luz na Infância ocorreram em outubro de 2017 e maio de 2018, sendo que foram cumpridos, no total, 736 mandados de busca que resultaram na prisão de 363 pessoas.

IGP-RS